Notícias

    Manpower Portugal promove um ciclo de conferências para discutir as dificuldades de contratação das empresas portuguesas

    17.09.2018

    As empresas portuguesas admitem que é cada vez mais um desafio contratar perfis adequados às atuais necessidades do mercado de trabalho, em grande medida devido à atual escassez de talento. Este vai ser o tema central da Talent Talks, um ciclo de conferências promovidos pela empresa líder em soluções globais de trabalho, que pretende juntar em Lisboa, Leiria e Porto profissionais de várias áreas para discutir as dificuldades de contratação das empresas portuguesas.

    A primeira sessão reuniu hoje em Lisboa profissionais de várias áreas para discutir não só os desafios da escassez de talento mas também as principais competências técnicas e comportamentais que as empresas procuram atualmente. Em mesa redonda, representantes do AICEP, ISEG e da Junior Achievement tiveram oportunidade de debater o impacto da falta de talento nas empresas portuguesas ou como as universidades e organizações têm vindo a preparar os jovens para enfrentarem as novas exigências do mercado de trabalho.



    Durante os próximos dois dias, estes temas vão também estar em discussão em Leiria e Porto, com a presença entre outros do Instituto Politécnico de Leiria, a NERLEI, Porto Business School e a Câmara Municipal do Porto. As sessões têm lugar no Hotel Tryp em Leiria e no Hotel da Música no Porto.

    De acordo com o Talent Shortage Survey, recentemente lançado pela ManpowerGroup, 46% das empresas nacionais revelaram que têm sentido dificuldades acima da média para recrutar o talento certo, o maior aumento desde 2016. De entre os perfis mais procurados atualmente, o ranking é liderado pelos profissionais especializados e técnicos, motoristas e engenheiros.

    O processo de digitalização e automação tem conduzido a uma reconfiguração do mundo do trabalho, o que obriga as pessoas a desenvolverem novas competências. Apesar desta nova realidade, 35% das empresas nacionais admite que os candidatos não possuem as competências necessárias o que tem vindo a dificultar o processo de recrutamento e seleção.

    Vitor Antunes, Managing Director da Manpower Portugal, diz que “o sucesso das empresas depende cada vez mais da capacidade de fazer face à atual revolução de competências. Os avanços tecnológicos, a digitalização ou a big data vieram dotar os colaboradores de novas ferramentas, no entanto é necessário garantir que acompanham estes desenvolvimentos. Por isso mesmo, é preciso garantir o aprimoramento e requalificação das pessoas, porque o mundo do trabalho mudou e só assim vai ser possível dar um passo importante para solucionar o atual panorama da escassez de talento.”

    Dos quase 40 mil empregadores entrevistados a nível global, em 43 países diferentes, praticamente metade (45%) revelou tem sentido dificuldades em encontrar as competências profissionais adequadas, a maior escassez de talentos desde 2006. Os números aumentam consideravelmente em grandes empresas (com mais de 250 funcionários), com 67% a revelar uma dificuldade em atrair o talento certo este ano. De entre as posições mais procurados, os profissionais especializados, comerciais e engenheiros, destacam-se como os mais difíceis de encontrar.

    As conclusões do Talent Shortage Survey estão disponíveis para consulta aqui.
    Partilhe este artigo:
    Voltar

    Subscreva a newsletter



    © 2016. Manpowergroup Portugal SGPS, S.A. Todos os direitos reservados.
    Politica de Privacidade e Condições de Utilização
    Política de Cookies e Proteção de Dados Pessoais
    © 2016. Manpowergroup Portugal SGPS, S.A. Todos os direitos reservados.
    Política de Privacidade e Condições de Utilização
    Política de Cookies e Proteção de Dados Pessoais