logotipo
pesquisa
    À medida que as empresas recuperam do impacto da COVID-19 e fazem a transição para o novo normal, muitas necessitarão de tomar decisões difíceis sobre a sua força de trabalho, que refletem a realidade económica. De acordo com o Employment Outlook Survey do ManpowerGroup, 16% dos empregadores acreditam que nunca vão recuperar os níveis de contratação pré-pandemia.  
    Uma comunicação rápida e eficaz é o primeiro passo para apoiar adequadamente os colaboradores durante os processos de transição - informando claramente sobre a redução de efetivos, que impacto essa decisão terá para cada um deles, e como poderão avançar no futuro.

    Preparar-se para dar as notícias 
    O sucesso de uma reunião de informação de despedimento vai depender de uma boa preparação das lideranças. Para que possam entregar a mensagem certa na altura certa, e consequentemente conseguir que o colaborador se comece a centrar em como seguir em frente. É fundamental que haja um guião bem preparado sobre a fundamentação lógica que suporta a decisão. Esse discurso deve adotar o tom e o estilo certos e ser um reflexo da cultura da empresa. O colaborador notificado necessita de uma compreensão clara da situação, bem como de conselhos sólidos e de uma direção clara sobre como utilizar os recursos disponíveis para encontrar uma nova posição. Uma pessoa designada pode fornecer informações sobre o pacote de saída ou passar a palavra ao colega de RH que partilhará essa informação com o colaborador.

    Criar o tom e o espaço apropriados
    Ninguém gosta de dar ou receber más notícias. A identificação de um momento e de um local apropriados permitirá a todos gerir as suas emoções e preparar os próximos passos. A reunião de notificação deve ser realizada num local privado. Para gerir o processo de forma eficaz, é importante que exista uma agenda da reunião, que é partilhada entre todos: quem vai informar o colaborador, as equipas de RH e os consultores de Outplacement. É também importante planear a informação aos restantes colaboradores e o modo como essa informação é dada.  

    Dar os próximos passos
    Para o colaborador que sai da empresa, é importante saber como é que as suas responsabilidades serão transferidas para os colegas, como se processará o seu tempo restante na empresa, e de que maneira a empresa o irá apoiar neste momento da transição. A resposta a estas questões deve abranger a informação sobre o pacote de saída que possa existir, a formação para os colaboradores que assumem novas responsabilidades, e o restante suporte de outplacement a implementar no intuito de ajudar esse colaborador a iniciar o próximo capítulo da sua carreira.
    Para as empresas, redimensionar a sua força de trabalho é sempre um processo difícil, quer isso signifique um aumento ou uma diminuição do número de trabalhadores. Em ambos os casos, a preparação, a formação e a comunicação são fundamentais. Ser claro e direto, sem deixar de transmitir compaixão e respeito será muito útil a longo prazo. Para as empresas, a vontade de ajudar durante a transição pode contribuir muito para minimizar o dolo da separação e ajudar todos os intervenientes a retomar o caminho da recuperação e do crescimento. 
    Para informação adicional sobre como gerir a comunicação aos colaboradores, descarregue o nosso guia: Conducting Successful Employee Notifications.

    Os serviços de outplacement da Right Management permitem que os indivíduos que saem da empresa possam aceder a novas oportunidades em melhores funções e mais rapidamente, minimizando a disrupção dos processos de transição. Ao mesmo tempo, apoiam os restantes colaboradores através de medidas de suporte ao desenvolvimento da sua carreira, sob a forma de coaching e reskilling. Esta abordagem abrangente visa manter a marca do empregador e assegurar a continuidade do negócio mediante o compromisso e retenção do talento crítico para o desenvolvimento da empresa.
    Partilhe este artigo   

    Poderá interessar-lhe

    MEOS Segundo Trimestre 2018
    O ManpowerGroup Employment Outlook Survey para o segundo trimestre de 2018 confirma as tendências de crescimento na contratação, com as Grandes empresas, o setor de Restauração e Hotelaria e a região Sul do país a reportarem as projeções mais fortes para a criação líquida de emprego no período entre abril e junho.


    Talent Shortage

    Os empregadores nacionais têm cada vez mais dificuldade em preencher as vagas que lançam para o mercado por falta de trabalhadores qualificados, com a escassez de talento a atingir máximos históricos. Segundo o Talent Shortage Survey 2022, 67% dos empregadores portugueses têm alguma dificuldade em encontrar os candidatos certos e 18% sente muita dificuldade na contratação, o que revela um valor para a escassez de talento de 85% e que vem representar um acentuar da tendência face a 2021, com um aumento de 15 pontos percentuais. 

    Doing Well by Doing Good
    Há aproximadamente 70 anos, fomos fundados segundo um princípio simples - dirigir uma empresa com sucesso, gerando resultados positivos para os nossos acionistas e simultaneamente contribuindo para a sociedade ao providenciarmos emprego sustentável e significante para milhões de pessoas. Nos dias de hoje este princípio mantém-se atual e orienta a nossa atividade.

    Acreditamos que o emprego sustentável e significante tem o poder de mudar o mundo.
    Tem alguma dúvida?
    Entre em contacto
    connosco!
    © 2016. Manpowergroup Portugal SGPS, S.A. Todos os direitos reservados.
    Politica de Privacidade e Condições de Utilização
    Política de Cookies e Proteção de Dados Pessoais
    design by ativait | development by designbinário
    © 2016. Manpowergroup Portugal SGPS, S.A. Todos os direitos reservados.
    Política de Privacidade e Condições de Utilização
    Política de Cookies e Proteção de Dados Pessoais
    design by ativait | development by designbinário