logotipo
pesquisa

    O ano 2020 foi um ano diferente de qualquer outro. O mercado de trabalho já estava em transformação e, com a chegada da pandemia, a forma como as pessoas trabalhavam mudou quase da noite para o dia. O Outplacement viu de imediato, a sua importância ser reforçada, ao desempenhar um papel importante na ajuda às empresas, trabalhadores e economias a reequilibrarem-se e dar o passo em frente para esta nova normalidade.

    A súbita mudança nas formas de trabalho levou a que muitas empresas procurassem novas eficiências, através de evoluções que permitiram uma maior flexibilidade na organização do trabalho, incluindo modelos de trabalho remoto. Os trabalhadores precisaram de se adaptar rapidamente a tecnologias facilitadoras – tais como software de videoconferência - que lhes permitiram manter-se produtivos e conectados a equipas e clientes. Para muitos profissionais de RH, esta mudança resultou também em difíceis decisões para redimensionar corretamente a força de trabalho. O Outplacement é agora ainda mais importante para ajudar os trabalhadores a fazer uma transição bem-sucedida num mercado de trabalho em constante mudança.

    Aqui estão três argumentos que demonstram a evolução do Outplacement para ajudar tanto as empresas como os seus trabalhadores a responder às flutuações de uma economia em constante mudança:

    Utilizar os melhores dados para otimizar os resultados

    A flexibilidade e os modelos de trabalho à distância significam que os trabalhadores precisam de estar ainda mais preparados para a transição. Nos últimos anos, aumentou o número de trabalhadores que participaram em programas de Outplacement e que mudaram de emprego, não só para novos setores, mas também para novas funções. Globalmente, 49% dos candidatos que passaram por programas de Outplacement encontraram uma nova função num setor de atividade diferente1. Esta é a maior proporção de pessoas que mudaram de setor nos últimos oito anos.  

    Esta crescente cultura de mobilidade profissional exige que as organizações sejam igualmente ágeis. Para os empregadores, um ROI positivo e resultados sólidos são métricas de Outplacement cada vez mais importantes. Isto implica dispor dos melhores dados para compreender onde os empregos estão localizados e como podem ser acedidos. Ferramentas como o Total Workforce Index podem ajudar as organizações a construir uma abordagem baseada em dados que integre a informação do mercado no processo de Outplacement.

    Kaye Owen, uma gestora sénior do Lloyds Banking Group no Reino Unido, diz que este mercado em rápida mudança exigiu que a sua equipa alterasse significativamente a sua abordagem. "Descobrimos nos últimos cinco anos que é muito mais estratégico agora, e há um reconhecimento real da importância de tentar identificar as competências do futuro". Os dados - e a capacidade de os selecionar, filtrar e analisar com precisão - são uma parte importante dessa evolução e estas necessidades irão continuar a crescer.

    Afinar a sua inteligência emocional
     
    Os líderes de Recursos Humanos já estavam concentrados no bem-estar dos seus colaboradores antes da pandemia. Mas a disrupção causada pela Covid-19 fez aumentar a intensidade dos esforços à medida que os trabalhadores enfrentavam as transições de carreira e o isolamento causado pelos sucessivos confinamentos.

    Com o avanço da pandemia, a Swiggy, a maior plataforma de encomendas e entregas de alimentos online da Índia, sofreu o impacto de ter de despedir cerca de 1.100 colaboradores. Tal como muitas outras organizações em todo o mundo que enfrentaram situações semelhantes, o departamento de RH da Swiggy prestou apoio aos empregados para os ajudar a encontrar outras posições. No entanto, deram o passo adicional de formar a sua equipa de RH em "inteligência emocional", capacitando-os para conduzirem conversas significativas com os colaboradores, construir a sua confiança e prepará-los para entrevistas de emprego. Segundo Girish Menon, VP de Recursos Humanos da Swiggy2, "os colaboradores precisam da capacidade de recuperar, e a nossa equipa foi treinada para os apoiar".

    Cada vez mais organizações estão a perceber a importância de assegurar que os colaboradores saiem com uma visão positiva da empresa. O facto de lhes proporcionar coaching individual dá-lhes a oportunidade de ter conversas honestas sobre aquilo que os preocupa e aprender como podem dar o próximo passo no seu percurso profissional.

    Empregados “blindados” para o futuro

    Até 2025, a automação e uma nova divisão do trabalho entre seres humanos e máquinas irá impactar cerca de 85 milhões de empregos a nível mundial em médias e grandes empresas em 15 setores e 26 economias. 3
     
    Os trabalhadores impactados por esta onda de mudança profunda enfrentam uma nova urgência na revolução da requalificação. Os trabalhadores precisam de ajuda para identificar oportunidades e alinhar as suas competências transferíveis. Precisam também de ser ágeis e adaptáveis no planeamento da sua próxima mudança de carreira. As empresas mais inovadoras reconhecem isto e estão a adotar soluções de gestão de carreiras para o desenvolvimento de carreiras escaláveis. Por exemplo, a American Express lançou um centro de aconselhamento de carreiras e a Unilever introduziu um programa que combina indivíduos com projetos do seu interesse para os expor a diferentes áreas e construir novas competências4.

    Este tipo de iniciativas será especialmente necessário, à medida que os trabalhadores estão menos limitados pela localização geográfica; o apoio do Outplacement deve tornar-se verdadeiramente global e preparar os indivíduos para acederem a oportunidades em todo o mundo. Muitas empresas irão pedir aos colaboradores que regressem aos escritórios, e alguns terão todo o prazer em regressar. Contudo, as expectativas dos trabalhadores mudaram, e apenas 12% das pessoas querem regressar ao escritório a tempo inteiro e 72% preferem um modelo híbrido ou remoto5.

    O apoio providenciado por soluções de Outplacement que oferecem analítica de dados, inteligência emocional e oportunidades de desenvolvimento de competências críticas, desempenhará um papel vital para ajudar indivíduos e empresas a gerir a mudança. Isto criará uma força de trabalho confiante, ágil e valiosa, capaz de enfrentar com segurança desafios futuros – em qualquer momento e lugar.

    Para saber mais, consulte o nosso último estudo, "Carreiras em transição: Como o Outplacement está a evoluir para ajudar empresas e trabalhadores a responder às mudanças no mundo do trabalho?”

    1 Dados da Right Management sobre as transições dos trabalhadores entre setores
    https://economictimes.indiatimes.com/jobs/some-companies-that-have-been-forced-to-lay-off-staffers-are-helping-them-find-jobs-elsewhere/articleshow/76235947.cms
    3 https://www.weforum.org/press/2020/10/recession-and-automation-changes-our-future-of-work-but-there-are-jobs-coming-report-says-52c5162fce
    4 https://www.forbes.com/sites/forbesbusinesscouncil/2020/03/18/to-future-proof-your-business-future-proof-your-employees/?sh=69abd038dd8c
    5 Avançar para além do remoto: Transformação do local de trabalho na rescaldo da Covid-19 - Moving beyond remote: Workplace transformation in the wake of Covid-19 | Slack

    Partilhe este artigo   

    Poderá interessar-lhe

    Upskilling e o Futuro do Trabalho
    A automação está a mudar a forma como as organizações operam. A formação e o upskilling são hoje fundamentais para melhorar a sua empregabilidade no mercado de trabalho do futuro.
    Diversidade é Trending Topic
    Com a meta no sucesso organizacional e numa maior eficácia na entrega de resultados, chegam-nos hoje vários estudos sobre aquela que promete ser a mãe de todas as diversidades: a Diversidade Cognitiva!
    Estudo da Universidade Europeia sobre Teletrabalho
    Estudo da Universidade Europeia conclui que maioria dos portugueses preferia não estar em teletrabalho.
    Tem alguma dúvida?
    Entre em contacto
    connosco!
    © 2016. Manpowergroup Portugal SGPS, S.A. Todos os direitos reservados.
    Politica de Privacidade e Condições de Utilização
    Política de Cookies e Proteção de Dados Pessoais
    design by ativait | development by designbinário
    © 2016. Manpowergroup Portugal SGPS, S.A. Todos os direitos reservados.
    Política de Privacidade e Condições de Utilização
    Política de Cookies e Proteção de Dados Pessoais
    design by ativait | development by designbinário